É o que tem pra hoje

Não adianta brigar, chorar, nem descabelar…”É o que tem pra hoje.” Divagações, reflexões , pensamentos despretensiosos sobre a vida…Algumas histórias e estórias q trazem um certo colorido…

13/1/09

As nossas CARAS.

 

Obcecado pelo desejo de ser feliz eu perdi minha vida. Movi-me com uma tensão de arco e flecha numa irrealidade de desejos “.

( Clarice Lispector )

 

 

Não basta viver, temos é que aparecer. Polêmico, não?! Dia desses conversando com uma amiga discutimos que os álbuns pessoais dos perfis das comunidades de relacionamentos são uma espécie menor de revista Caras.

Parece que entre outras funções mais nobres, o álbum tem a função de exibir o quanto se é feliz.

As fotos postadas muitas vezes são as mais elaboradas, com o melhor sorriso, a melhor maquiagem, a melhor luz, tudo na tentativa de mostrar o glamour em que se vive e/ou glamorizar a própria vida.

Flashes, música alta, pessoas sorrindo abraçadas, a euforia é o tom que remete a felicidade.

Nesta felicidade se esconde a fragilidade.

Como se cada pessoa fosse um produto a ser divulgado e este produto vendesse uma imagem de sucesso ou fracasso.

O sucesso ligado aos números, números de “amigos”, de baladas que se frequentou, de “clicks” que se recebeu, de bocas que se beijou e latas ou se preferir taças que se esvaziou.

Viver e ser feliz parece estar dissociado de tudo, Solidão, silêncio parecem ser algo que não se pode possuir ou almejar.

O som das músicas, das risadas é tão alto que não se pode ouvir nem os próprios pensamentos.

criado por nandah_br    18:59 — Arquivado em: Sem categoria

11/1/09

Escolhas

 

 

Postar ou não postar eis a questão…juntando Shakespeare com Cecília Meirelles no poema “ Ou isto ou aquilo”, fico aqui a pensar nas nossas escolhas. Cecília fala: “Ou isto ou aquilo ou isto ou aquilo…e vivo escolhendo o dia inteiro !”….sempre temos que escolher entre ficar ou ir, entre mudar ou permanecer, entre gastar ou poupar, entre temer e arriscar-se. Tempos difíceis onde as possibilidades são tantas. Ir ao supermercado chega a ser irritante, assim como escolher o que ler, ou que canal assistir na tv a cabo.

E claro que escolher ainda entre o prazer a curto ou a longo prazo é algo ainda mais difícil …Dia desses fui presenteada com um livro, não sou afeita a livros de auto-ajuda, mas li este de bom grado…chama-se “ O motorista e o milionário”, grosso modo fala de comportamento que fez com que o motorista se torna-se motorista e o milionário se tornasse milionário, mais do que uma teoria sobre o poupar para o acumular no futuro fala daquilo que Burrhus Frederic Skinner chama de reforço à longo prazo ou adiamento de reforço. Esse exercício de protelar as consequências reforçadoras é algo dificil de ser encontrado numa cultura imediatista e consumista, daí vemos gastos desnecessários, obesidade, doenças decorrentes de um estilo de vida que não seja saudável.

Temos que escolher o dia inteiro e “casar” tantas necessidades, tantos conceitos que torna escolher algo muito irritante.

Livre-arbítrio ou determinismo, acaso ou destino…vivemos numa ambivalência, onde passamos o dias a escolher e as manhãs a ler os horoscopos.

Carecemos que alguém escolha por nós!

Tem horas que queria escolher apenas ter “ uma casinha no campo…” E sigo escolhendo…

criado por nandah_br    20:18 — Arquivado em: Sem categoria — Tags:

6/1/09

Os sonhos de ontem, de hoje, de sempre.

 

Eu tenho um violão . Eu tenho um violão e não sei tocar. Acredito que o mais interessante nisto é que tenho um violão há uns dez anos. E não sei tocar a quase trinta, mesmo que tenha muita vontade de aprender a mais de vinte…o tempo. Qual tempo? O meu? O tempo real ou o virtual?

Fico a pensar nessas vontades que temos e não realizamos, o meu violão é a concretização dessas vontades.

Quando surge o assunto e alguém me pergunta se sei tocar algum instrumento, eu respondo dizendo que sei tocar a poeira do meu violão…Coitado…quando surge algum violinista aqui em casa eu corro a emprestar meu violão, culpa pelo seu desuso.

Depois que descobri a palavra procrastinação me descobri uma procrastinadora. O adiamento não é por uma ansiedade pela falta de tempo, talvez seja pela falta de foco…num mundo onde possuímos quinhentos zilhões de coisas para aprender, ler, assistir..fora as pessoas interessantes com quem conversar..parece que sempre vai faltar algo a se cumprir…

E lá vou eu continuar a tocar a poeira do meu violão , mas em tempos de Ano Novo, em que traçamos novos objetivos que serão cumpridos ou não…talvez devesse começar a tocar violão, mas só talvez ???

criado por nandah_br    0:25 — Arquivado em: Sem categoria

7/12/08

Criei coragem !

O sumiço ( não q alguém tenha dado falta pq sequer divulguei este blog) se deve ao esquecimento da senha do mesmo (fui capaz disto) e também a uma dada procratisnação, porque escrever esta entre as coisas que mais me geram ansiedade, mas cá estou…queria mesmo era fazer da postagem neste blog um hábito, um vício.

Vamos lá…

Depois de muito aguardar assisti ontem o filme Ensaio sobre a Cegueira, havia lido bastante sobre o filme, colhido opiniões positivas e negativas e enfim assisti…Adorei ! Angustiante, com uma temática simples até…mas ao meu ver uma obra de arte…faz pensar e por vezes até sentir a importância das coisas simples que no dia-a-dia nem notamos que as possuimos, enxegar aí é o mais básico…água, comida também….o que me toca é a ausência de tudo que me dê segurança, que nos dê…Pessoas conhecidas em quem podemos confiar, andar por aí sabendo o que é chão firme, saber que no dia seguinte teremos o básico, água pra beber e uma cama com um lençol limpo pra dormir, nos seres humanos precisamos de segurança.

Fiquei pensando na crise financeira e em tudo que ela pode ocasionar, fiquei pensando na insegurança que senti no dia 11 de setembro (aquele!), fiquei pensando na esperança exagerada e na falta dela…fiquei pensando…fiquei pensando se é inteligente ter filhos nos dias de hoje ou se não seria um ato egoísta.

Um filho? Sim…um filho…zilhões de fraldas poluentes, um potencial comprador de um carro ( que vai andar em qual espaço)…

Fiquei pensando…Densa ? Amarga ? Sim, concordo…mas tentando refletir sobre esta dura realidade.

O restante fica pra próxima, que pode ser hoje, ou amanhã ou para quando eu relembrar a senha novamente.

E leia quem tiver coragem e PACIÊNCIA , pq sei q tem que ter "saco" pra aguentar algumas pessoas…Fazer o q? É o que tem pra hoje !

 

criado por nandah_br    16:00 — Arquivado em: Sem categoria

1/9/08

Vivendo assim….


criado por nandah_br    9:03 — Arquivado em: Sem categoria

30/6/08

Eu e os outros

Eu ando desanimada pra escrever, talvez eu esteja me convencendo que preciso de alguém que leia, que leia o que escrevo…ou apenas ter a possibilidade de alguém se interessar e ler.

Como o outro provoca coisas em mim, e em você também…e agora com a net, o outro provoca mais coisas em mim do que se quer ter noção, uma mudança, um casamento, um descasamento, uma morte, um nascimento…quem vive com uma sensibilidade aguçada para o mundo sente ainda mais, e eu sou dela…em algum lugar já escrevi ou falei que não quero me implicar tanto com as coisas, e dá? Nada não…aqui é hora de fazer um mea culpa e encarar um " Complexo de Gabriela"….Eu nasci assim, eu vivi assim, vou morrer assim, Gabriela…

 

criado por nandah_br    12:00 — Arquivado em: Sem categoria

14/6/08

Balões

- " Você só desenha balões!"

- "É….acho que é porque eu quero que você voe alto".

 

 

O convívio com as crianças torne doce a minha vida.

criado por nandah_br    23:32 — Arquivado em: Sem categoria

10/6/08

Aprender com a experiência alheia…

Morar com a sogra…O que te remete isto? Morar com a sogra…Fala corrente é que não dá certo, já conhecemos vários casos, ouvimos falar, mas sabemos que tem pessoas que não têm opção.

Mas há pessoas que têm opção e que optam por isto, acabam por viver o estresse do dia a dia, e aí sim mudando…

O que eu gostaria de falar aqui não é exatamente sobre morar com a sogra, mas sobre a dificuldade que temos de aprender com a experiência alheia, muitas vezes precisamos sofrer as consequências (claro, aversivas) para aprendermos….

Deixar que a criança enfio o dedo na tomada não é uma alternativa para que ela aprenda que a tomada pode dar choque, acho que se prestassemos mais atenção a algumas regras e conselhos, teríamos menos ônus, porque não…diminuiríamos o sofrimento.

Eu acho que explorar, variar é éssencial….mas estou falando da resistência de acolher algumas verdades "universais". Concordo que o meu exemplo de sobre morar com a sogra possa ser bem ruim, mas sabemos que existem outros.

Diz aquele ditado popular: " Se conselho fosse bom ninguém dava vendia", mas sabemos que eles são importantes, o aprendizado alheio , a sabedoria do mais velho.

Porque " Canja de galhinha não faz mal a ninguém".

 

criado por nandah_br    10:02 — Arquivado em: Sem categoria

25/5/08

Indomável…

Sei lá..vou começar a escrever ..assim e ver no que dá, é ponto é virgula, é virgula sem ponto e ponto sem vírgula também. Está tudo muito complicado, escrever é um modo assim de tentar descomplicar. E o que está complicado? Tudo? Ou quase tudo? Viver é uma complicação, se mais ou menos do que no passado acho que já não é importante mas que está complicado está.
Eu sofro daquele saudosism0o danado, de viver naquela época em que não vivi, mesmo porque graças a deus não sei o que teria sido ruim naquele tempo, não senti…não senti e vivi também o que teria havido de bom, mas nisto não pouco tempo para ficar imaginado. A grama do vizinho é mais verde, o tempo do outro também…e caminhamos assim, repetindo “ Se eu fosse você”. Eu sempre gosto de colocar , se você fosse eu faria exatamente como eu porque pensaria como eu penso ou pensei ou pensarei. Eita tpm danada…sabe que acho a tpm um mal necessário? Ficar brava é necessário, as pessoas estão tão acostumadas a gestos corteses e palavras gentis que geralmente só entendem o que você quer dizer ou ao mesno te ouvem, se o que você tiver a dizer vier acompanhado de uma cara feia, e nesta eu sou especialista. Intensidade….
ai, ai, ai, ai, ai….Tá tudo ai..pra quem quiser ler, não tiver nada melhor pra fazer ..tá tudo aí, exposto, explicito, julgem , avaliaem, debochem ou por favor, e esta é a melhor das opções..ignorem. Covardia não escrever? Vaidade escrever? Em tempos de vaidade, exibir-se é algo natural….e exibir um texto vale por tabela, quero um espaço comentado? Aplaudido? Louvado? E quem não quer? E quem não quer? Mas quero mais é dar vazão, a este animal indomável…hahaha, é segue o animal..tomara que ele nunca seja domado mesmo, apesar que um sono profundo, uma certa hibernação pode ser bem confortável, eita maniazainha de se implicar com tudo..bom mesmo é passar batido, fazer de conta que não se está nem aí, e o pior que é isto só fazer de conta…

criado por nandah_br    0:41 — Arquivado em: Sem categoria

“Viver e beber perfume ….”

Eu sempre gostei desse verso, "viver e beber perfumes"…, Castro Alves….pra mim tem algo de viver e gozar a vida abusando de todos os sentidos….

criado por nandah_br    0:37 — Arquivado em: Sem categoria
Posts mais antigos »
Report abuse Close
Am I a spambot? yes definately
http://prahoje.blog.terra.com.br
 
 
 
Thank you Close

Sua denúncia foi enviada.

Em breve estaremos processando seu chamado para tomar as providências necessárias. Esperamos que continue aproveitando o servio e siga participando do Terra Blog.